Projeto está sendo desenvolvido em escolas da rede municipal de ensino
REPRODUÇÃO

“Educação pela Paz: construindo lares sem violência” foi o nome dado ao projeto apresentado para as escolas da rede municipal de ensino de Paranaguá. Quatro escolas foram selecionadas.

O projeto foi idealizado pelo Poder Judiciário com o objetivo de prevenir a violência doméstica. A Juíza da Vara Criminal, Cintia Graeff, lembrou que o Poder Judiciário trata a situação pelo lado da repressão e punição, mas que é importante trabalhar o assunto desde as crianças.

“Esperamos contribuir com uma mentalidade diferente no futuro”, destacou a Juíza no lançamento do projeto.

Diferentes atividades estão sendo desenvolvidas nas escolas Nascimento Júnior, Berta Elias, Nayá Castilho e Graciela Almada Diaz com alunos das séries do 4º e 5º anos.

Nesta semana, a pedagoga da Escola Municipal Nascimento Júnior, Flávia Lima, convidou algumas mães de alunos, duas guardas municipais e uma profissional da área de saúde para falar sobre o projeto e também para participar de uma apresentação feita só por meninos destacando a importância da mulher na sociedade.

REPRODUÇÃO

“Temos na nossa escola a boneca Amora, criada depois que a Momo começou a assustar as crianças em vídeos. A boneca Amora veio com a proposta de fazer desafios do bem. E agora o desafio que ela faz aos nossos alunos aborda a violência doméstica”, explicou a pedagoga.

A apresentação dos estudantes na manhã desta última quinta-feira, dia 31, fará parte de um vídeo que as escolas participantes do projeto estão fazendo para fazer parte do Concurso “Curta Metragem- Educação pela Paz”, que visa estimular a criatividade nas escolas. Ganhará o vídeo que tiver mais likes.

A Secretaria Municipal de Comunicação faz da iniciativa em parceria com a Superintendência de Educomunicação da Semedi.

INFORMAÇÕES DA SECOM




Deixe o seu comentário