Terminal Urbano e Subprefeitura serão as referências na vacinação

A partir de segunda-feira, 23, a vacinação contra a Covid-19 contará com dois pontos de referência para atendimento. A Secretaria Municipal de Saúde está preparando os dois espaços para receber a população que buscar pela imunização.

A vacinação estará disponível no Terminal Urbano, no Centro de Paranaguá e na Subprefeitura, no Nilson Neves com atendimento das 8h às 17h. Todas as etapas da imunização estarão disponíveis.

Conforme a secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro, a vacina contra a Covid-19 sai das unidades de saúde para pontos específicos de atendimento desse serviço.

“Estamos chegando no período frio quando pode aumentar os casos de síndromes respiratórias e consequentemente as buscas pelas unidades básicas de saúde. Desta forma, optamos por retirar das unidades a vacinação contra a Covid-19 evitando assim, que pessoas que apenas busquem a vacina necessitem buscar as unidades”, informa.

Pessoas que fazem parte do público alvo para a vacina contra a gripe também poderão se vacinar nos dois pontos fixos. “Além da imunização contra a Covid-19, a população preconizada pela Campanha Nacional, também poderá se vacinar contra a gripe”, ressalta Lígia Cordeiro.

ETAPAS

COVID-19 – Estarão disponíveis primeira dose a partir de 5 anos de idade, segunda dose, terceira dose com quatro meses de intervalo completos após a segunda dose e quarta dose para imunocomprometidos e pessoas com mais de 60 anos com intervalo de quatro meses de intervalo após a terceira dose.

GRIPE – Podem se vacinar contra a influenza, pessoas com 60 anos ou mais idade, profissionais da saúde, crianças de 6 meses a 4 anos de idade; gestantes e puérperas; povos indígenas; professores das escolas públicas e privadas; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Jornalista: Flávia Adans/SECOM



Publicidade

Deixe o seu comentário