Locais que no passado alagavam e passaram por melhorias não sofreram com o problema na noite de ontem, 16
Após as chuvas: em março de 2017 e em janeiro de 2018, após melhorias no Jardim Iguaçu - Foto PMP

As chuvas registradas no início da noite de ontem, 16 alagou várias ruas em cidades do litoral do Paraná. Matinhos e Guaratuba foram bastante afetadas com registro de alagamentos em muitas ruas. Em Paranaguá, o número de pontos alagados diminuiu se comparado ao registrado em janeiro de 2017 isso em virtude do trabalho realizado pela Prefeitura de Paranaguá por meio da Secretaria Municipal de Obras. “Percorremos vários bairros na noite de ontem, 16, para verificarmos os problemas por conta da chuva forte e prolongada. Felizmente, locais como o Jardim Iguaçu e Vila Marinho que receberam melhorias recentemente com a colocação de 1.300 manilhas, não sofreu com alagamentos. Paranaguá melhorou muito em vista do ano passado porque tomamos uma série de providências para conter esse antigo problema”, salienta o prefeito Marcelo Roque. 

O prefeito e equipes da Prefeitura de Paranaguá percorreram diversos bairros para acompanhar a situação. “Desde o início da nossa gestão estamos nas ruas acompanhando os acontecimentos e conversando com a população. Sabemos que ainda outras ruas precisam de melhorias para evitar alagamentos e estamos realizando esses trabalhos. Um ano foi pouco para atender todos os bairros, mas as melhorias continuarão. Mas, saber que nos locais que já realizamos as melhorias não ocorreu alagamento é uma vitória para a população”, destaca o prefeito. 

O secretário municipal de Segurança, João Carlos Silva também percorreu os bairros com a equipe da Semseg para atendimento a população e verificação de possíveis locais com alagamento. “Felizmente o número de pontos alagados foi menor que o registrado no início do ano passado. Atendemos 80 famílias, contudo nenhuma desabrigada. Os bairros que apresentaram pontos atingidos foram Labra, Rio Vermelho, Vila Garcia, Jardim Esperança e Santos Dumont. Foram empregados um ônibus, um caminhão da Guarda Civil Municipal, duas viaturas pequenas, além das 5 viaturas de serviço, 10 voluntários e 15 guardas civis. A Defesa Civil monitorou também as colônias, e não teve nenhuma ocorrência de atendimento a vítimas das chuvas”, detalha. 

“O bairro com mais pontos de alagamentos foi o Labra, assim mesmo, com as recentes obras de drenagem a água baixou muito rápido o que facilitou para os moradores”, salienta João Carlos Silva. Caso haja necessidade, o atendimento a população se estende a partir de hoje, 17, na base da Defesa Civil no Aeroparque. “Se alguma família tiver a necessidade, pode se dirigir a esse local ou entrar em contato pelo telefone da Defesa Civil 199”, orienta o secretário.

De acordo com o Sistema Meteorológico de Paranaguá (Simepar), desde o início da noite de terça-feira, 16, até a madrugada desta quarta-feira, choveu em Paranaguá, 88 milímetros.


SECOM






Deixe o seu comentário