Aeronave de reconhecimento russa é vista perto do Alasca, em 27 de junho de 2020
© Handout

A força aérea americana interceptou neste sábado (27) quatro aviões de reconhecimento russos Tu-142 a 120 km do Alasca, informou o comando de segurança aérea dos Estados Unidos e do Canadá (Norad). 

Caças F-22 "interceptaram quatro aviões de reconhecimento russos Tu-142 que entraram na Zona de Identificação de Defesa Aérea (ADIZ) do Alasca em 27 de junho", destacou o Norad em um comunicado.

A ADIZ é uma área na qual o tráfego aéreo é monitorado pelo exército de um ou de mais países para além de seu espaço aéreo nacional, para proporcionar tempo de reação adicional em caso de manobra hostil.

Os Estados Unidos estabeleceram quatro, mas outros 12 países também criaram as suas.

A do Alasca se estende a aproximadamente 320 km da costa.

"Os Tu-142 se aproximaram a 65 milhas náuticas (120 km) das ilhas Aleutianas do sul do Alasca e ficaram na Adiz durante quase oito horas", informou o Norad, destacando que as aeronaves russas tinham entrado no espaço aéreo americano.

Esta é a quarta vez este mês que os Estados Unidos interceptam aviões militares russos perto do Alasca.

Em 29 de maio, o Ministério da Defesa russo publicou imagens de dois bombardeiros B-1 americanos interceptados pela defesa aérea russa depois de sobrevoarem os mares Báltico e Negro, perto da Rússia.

das agências



Deixe o seu comentário