Cerca de 7.600 carros por dia utilizam o meio de transporte no Litoral neste fim período de fim de ano e começo de 2022. Estão em andamento os estudos para construir a Ponte de Guaratuba, no local da travessia.

A última semana do ano registrou a travessia de cerca de 50 mil veículos no ferry boat de Guaratuba, segundo a empresa que opera o serviço. Foram em média 7.600 carros utilizando as embarcações por dia, movimento 41% maior que a semana anterior, quando a média foi de 5.400, e 59% maior que no começo de dezembro, quando a média era de cerca de 4.800 carros por dia.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) recomenda que os usuários da travessia que estão no litoral somente para este período de virada do ano, caso haja a possibilidade, planejem seu retorno ao longo da semana, a fim evitar horários de maior movimento na travessia. E que busquem utilizar horários alternativos, sendo atualmente o tráfego menor a partir das 21h até as 09h do dia seguinte.

Desde o dia 26 de dezembro o DER/PR está divulgando informações sobre o tempo médio de espera para comprar o bilhete da travessia, das 09h às 20h, horário de maior movimento, no portal do DER/PR www.der.pr.gov.br e pelo perfil do Twitter https://twitter.com/DERferryboat.

A travessia de ferry boat é operada por concessionária, sendo todos os serviços prestados fiscalizados pelo DER/PR, desde a compra do bilhete até o desembarque, seguindo critérios estabelecidos em contrato. Os fiscais permanecerão atuantes durante toda a operação Verão Paraná – Viva a Vida, de dezembro a março.

As embarcações são inspecionadas periodicamente pela Marinha do Brasil, sendo a mais recente o rebocador San Belo, que passou pelo teste “bollard pull” para verificar sua capacidade de reboque, tendo sido liberado na sequência para entrada em tráfego na baía de Guaratuba, se juntando às demais embarcações.

PONTE DE GUARATUBA – O DER/PR contratou este ano a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e de estudos preliminares de engenharia para implantação da ponte de Guaratuba e seus acessos, um investimento de R$ 3.500.369,91, por meio do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, que conta com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O contrato com o consórcio responsável pela elaboração do EIA/RIMA foi assinado em 05 de julho de 2021, com ordem de serviço sendo emitida para início das atividades no dia 09 de julho. Com prazo de 420 dias, a previsão de término é para 2 de setembro de 2022. Este contrato toma como base o Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA) da Ponte de Guaratuba, já concluído e aprovado pelo DER/PR.

Com a conclusão do EIA/RIMA e estudos preliminares no ano que vem, a expectativa do DER/PR é licitar a elaboração dos projetos de engenharia e a execução da obra.

TRAÇADO – Entre as cinco alternativas de traçado apresentadas no EVTEA, o estudo de impacto ambiental vai validar ou propor alterações para as três mais viáveis, as alternativas 2, 3 e 4, buscando a melhor solução para a obra, dos pontos de vista ambiental e técnico:

Alternativa 2: contempla ponte com comprimento de 1.180 m, estando o seu final próximo às instalações de manutenção do ferryboat. Em sua extensão final, desenvolve-se paralela ao morro, sobre o mar, atingindo em terra firme, já em aterro, área ocupada por instalações de apoio do ferryboat.

Alternativa 3: extensão de 1.000 m, com seu término, lado sul, na Praia de Caieiras, na área urbana de Guaratuba. O final da obra está situado depois da rua Saturnino Neves, que faz a ligação do centro de Guaratuba com a praia de Caieiras.

Alternativa 4: extensão de 810,0m, em seu final tem início a entrada em túnel, numa extensão de 260,00 m, estando o seu final próximo às instalações de manutenção do ferryboat. O túnel terá 16,20 m de largura útil, mais 2,00 m para folga de drenagem, totalizando 18,20 m de largura total.

Em comum, elas preveem três faixas de tráfego, faixas de segurança, barreiras de segurança, além de ciclovia/passeio para ciclistas e pedestres.

A ponte terá largura total útil de 16,90m e total, considerando as passarelas de serviço de 20,30m. Para alternativa de ponte estaiada esta largura deve ser acrescida de 2,30 m (lado esquerdo) e de 1,10 m (lado direito).

Todas as informações sobre a futura ponte estão disponíveis em http://www.der.pr.gov.br/Pagina/Ponte-de-Guaratuba

AEN-PR



Informe Publicitário


Publicidade

Informe Publicitário


Deixe o seu comentário