Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescente
REPRODUÇÃO

Como parte das ações do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescente (18 de maio), a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho monta neste sábado um estande em Curitiba para conscientizar a população e divulgar a Força-Tarefa Infância Segura. A ação acontece das 9h às 17h, em frente ao Palácio Iguaçu, durante a 25ª Marcha para Jesus.

Implantado em fevereiro deste ano pela Secretaria da Justiça, o programa Força-Tarefa Infância Segura (Fortis) é um dos mais abrangentes do Estado para estabelecer atividades de prevenção e combate aos crimes contra crianças e adolescentes.

De acordo com o secretário Ney Leprevost, trata-se de uma iniciativa inédita e que envolve outras secretarias de Estado, Poder Judiciário, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PR), Ministério Público e instituições da sociedade civil organizada. “O objetivo é integrar as políticas públicas dos sistemas de justiça, segurança pública, assistência social, educação e saúde para o acolhimento e o atendimento integral às crianças e adolescentes vítimas de violência”, explica Leprevost.

Ele acrescenta que o Governo do Paraná vem trabalhando de forma intensa para prevenir e combater este tipo de violência. Uma das ações é o fomento do trabalho das 22 Comissões Regionais de Enfrentamento às Violências contra Crianças e Adolescentes, que articulam as políticas setoriais regionais, assessorando os municípios com o intuito de fortalecer a rede municipal de proteção à criança.

A secretaria de Justiça, Família e Trabalho também reforça em suas redes sociais o canal de denúncias do Governo do Paraná, o 181, que pode ser acionado por telefone ou internet (http://www.181.pr.gov.br).

Além disso, os escritórios regionais da secretaria, em parceria com as prefeituras e as redes municipais de educação e a de proteção, promovem ações de conscientização durante todo o mês de maio, como palestras e oficinas nas escolas municipais, passeatas e outras atividades.

Não Engula o Choro 

De acordo com deliberação do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), está prevista a reedição da campanha Não Engula o Choro, com a distribuição de material de conscientização e a veiculação de vídeos informativos. Lançada em 2018, a campanha foi um sucesso e ultrapassou a marca de 1,3 milhão de visualizações na internet.

Outras ações

O Paraná conta também com o Núcleo Estadual Intersetorial de Prevenção às Violências e Promoção da Saúde e da Cultura da Paz, que tem um importante papel na articulação para implementação de políticas de vigilância e prevenção de violência. A Secretaria da Justiça coordena o núcleo.

O Governo também atua para integrar ações e direcionar esforços para reduzir a violência contra as crianças, e a parceria com a sociedade civil organizada tem sido fundamental. “Em parceria com o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), a Secretaria da Justiça, da Família e do Trabalho traz para o debate público como uma pauta estratégica e prioritária o enfrentamento a todas as formas de violência contra a criança”, diz a diretora Departamento de Politicas Públicas para a Criança, Adolescente e Idoso da secretaria, Angela Mendonça.

“O Cedca trabalha com esse tema já alguns anos tentando conscientizar a população sobre a importância dos mecanismos de denúncia, para que as pessoas não fiquem na omissão”, explica o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), Renann Ferreira. “Existem pontos nevrálgicos importantes em nosso estado, como o Litoral, as áreas fronteiriças e as rodovias, que exigem uma atenção especial”, destaca.

Segundo Ferreira, um dos papéis do conselho é identificar quais são essas peculiaridades nas diversas regiões do Estado para promover tanto políticas públicas comuns como voltadas a cada uma delas.

Colaboração AEN



CURTA O NOSSO PARANÁ NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO INSTAGRAM
@nosso_pr

Deixe o seu comentário