Alerta é da Secretaria da Segurança Pública, que divulgou dados mostrando queda no número de registros. Denúncias são anônimas e podem ser feitas pelo Disque Denúncia 181 e pelo site www.181.pr.gov.br .

A Secretaria da Segurança Pública alerta para a importância da denúncia de violência contra a criança e adolescente. Nesta segunda-feira, 18 de Maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Secretaria divulgou dados mostrando que o número de denúncias registradas relacionadas ao crime, por meio do Disque Denúncia 181, teve queda durante o período de isolamento social.

Durante o tempo contabilizado, de 16 de março a  15 de abril deste ano, foram registradas, em todo o Estado, 129 denúncias via Disque Denúncia 181, sendo 25 de abandono, 28 de abuso/exploração sexual e 76 de violência.

 Já durante no mesmo período do ano passado foram registradas 144 denúncias de violência contra crianças e adolescentes, sendo 25 de abandono, 45 de abuso/exploração sexual e 74 de violência.

NÚMEROS -  A comparação dos períodos aponta que o número de denúncias de violência e de abandono se manteve estável, com praticamente o mesmo patamar no intervalo de tempo nos dois anos. Já em relação ao número de registros de abuso e exploração sexual foi possível perceber uma queda de 37,7%.

EXTREMA IMPORTÂNCIA - O secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, ressalta a importância da denúncia. “A queda no número de denúncias não significa apenas queda no índice do crime. Pode ser também que a população está denunciando menos. Para nós, é de extrema importância a denúncia, para que possamos agir como força de segurança. É importante esclarecer que qualquer pessoa pode denunciar um crime, seja um vizinho ou parente, caso a vítima não consiga”, disse.

 Ele ainda completa que, devido ao isolamento social, as indicações de ocorrências criminais ficam mais evidentes. “Se ouvir algo estranho, presenciar ou desconfiar, entre em contato conosco via 181, de forma totalmente anônima, que nós iremos investigar e colaborar para solucionar a situação, e coibir que outros crimes como estes continuem acontecendo”, afirmou.

DENÚNCIAS - As denúncias de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes podem ser feitas de forma totalmente anônima, por qualquer pessoa, pelo telefone do Disque Denúncia, o 181, ou pelo site www.181.pr.gov.br, conforme explica o coordenador do Disque Denúncia 181, capitão André Henrique Soares.

“A essência do Disque Denúncia 181 é o anonimato. As pessoas precisam e devem estar tranquilas sabendo que a sua identidade vai ser preservada, que ela não será identificada. Então poderá livremente informar o que está acontecendo, sempre com responsabilidade e repassando dados verídicos”, explicou.

“É fundamental que as pessoas façam a denúncia pelo Disque Denúncia 181 toda vez que verificarem algum fato contra crianças e adolescentes, em situações que fujam da normalidade e que possam se enquadrar como crimes, como abandono de crianças, violência física, verbal e psicológica. Repassem esses dados para o 181 para que possamos fazer a difusão para os órgãos competentes e para que as providências sejam tomadas”, concluiu o capitão.

OUTROS CANAIS - Caso seja emergencial, o telefone 190 poderá ser acionado para atender a ocorrência no momento. A população também pode ir até o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) ou, nos municípios onde não tem a especializada, na delegacia mais próxima. Além disso, é possível registrar a denúncia por meio do Disque 100 - telefone nacional para a denúncia.

AÇÃO - A Polícia Civil do Paraná realiza, a partir desta segunda-feira e até sexta-feira (22), a Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil, com lives diárias no perfil da instituição no Instagram, sempre às 15h.

As transmissões ao vivo serão feitas pela conta @pcproficial (instagram.com/pcproficial) e estarão disponíveis a todos os usuários da rede social, que poderão enviar perguntas sobre o tema. Participarão da ação delegados especializados, investigadores, psicólogos e promotores. Confira toda a programação aqui

DIA DE COMBATE - O dia 18 de maio foi instituído Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil pela Lei Federal 9.970/00. A escolha pelo dia se deve a um crime ocorrido em Vitória, no  Espírito Santo, em que uma menina de oito anos de idade foi raptada, estuprada e morta por jovens do mesmo municípios.

AEN-PR





Deixe o seu comentário