A recomendação é que cidadãos assintomáticos não se dirijam a arena

O número de pessoas contaminadas pela variante Ômicron e pela gripe H3N2 tem aumentado significativamente em todo o mundo. Essa realidade também ocorre em Paranaguá afetando drasticamente os profissionais de saúde que estão na linha de frente. Sobrecarregando imensamente os que estão em serviço.

"Mesmo com todos os cuidados, muitos estão afastados por contraírem o vírus durante o exercício da profissão, infelizmente", lamenta o coordenador da Sala de Situação, Gianfrank Julian Tambosetti.

Em decorrência dessa realidade, a Arena Albertina Salmon restringirá os atendimentos aos cidadãos com sintomas respiratórios. 

"Precisamos dar ênfase no atendimento daqueles que realmente precisam. Se não está com sintomas, não deve ir à Arena. O atendimento será para pessoas sintomáticas", ressalta o coordenador.

Segundo Gianfrank Julian Tambosetti, a medida também auxilia na segurança das pessoas. "Quem não tem sintomas pode nem estar com o vírus e estará entrando em um ambiente com várias pessoas contaminadas e, com isso, contrair a doença", enfatiza.

com informações da SECOM



Publicidade

Deixe o seu comentário