O governador da Catalunha, Carles Puigdemont, se prepara sua fala, no Parlamento regional, em que declarou a independência da Catalunha em relação à Espanha

Opresidente regional da Catalunha Carles Puigdemont declarou nesta terça-feira (10) que a região ganhou direito a ser independente e deu abertura para diálogo.

Segundo o G1, o líder catalão propôs que o Parlamento suspenda a declaração de independência para que haja negociações e se disse aberto ao diálogo.

“A consulta disse sim à independência e desta maneira, que estou pronto para este trânsito”, declarou durante discurso no Parlamento.

De acordo com a revista 'Veja', Puigdemont disse que a medida não “é uma vontade pessoal ou uma mania de ninguém, é o resultado de 1º de outubro”.

“Nós nunca concordaremos com tudo, mas entendemos que o caminho a seguir não pode ser outro que o da democracia e da paz”, completou.

As declarações foram feitas pouco mais de uma semana após o referendo sobre a separação da Catalunha, que foi considerado ilegal pelo governo Espanhol.


Publicidade


Deixe o seu comentário