O atleta parnanguara disputa o Campeonato Brasileiro série B pelo time catarinense
Foto: Guilherme Hahn / Especial

O Atleta parnanguara, que saiu do fustal para o futebol, o meia Gabriel Honório foi um dos destaques do Tigre no jogo contra o Brasil de Pelotas na noite desta terça-feira, mas não foi o suficiente para evitar a derrota por 1 a 0diante do time gaúcho. Na avaliação dele, o revés teve gosto amargo para o Criciúma, que não converteu a superioridade na posse de bola em chances claras de gol.

— Acho que agora é pensar na próxima partida. Sentimento de dor, dominamos a partida por completo. Pecamos nas finalizações, eu mesmo perdi duas — admitiu o meia, de 22 anos.

Gabriel foi oficialmente apresentado no Criciúma há um mês, mas já treinava com o elenco há mais tempo. Ele ganhou a oportunidade com as ausências de Elvis e Alex Maranhão. O meia se diz pronto para jogar pelo Tigre novamente quando o técnico Mazola Júnior entender ser necessário.

— Cheguei aqui num estado que não estava apto, mas a parte da preparação, depois de seis meses, jogo uma partida inteira, tenho que agradecer a preparação com o cuidado comigo. Vamos pensar no dia a dia, estou aqui para ajudar. Se começar o jogo ou não, quero somar — declarou Gabriel.

O jogador não apenas foi o único poupado das críticas do técnico Mazola Júnior após o jogo como ainda recebeu elogios do "professor".


Leia a matéria na íntegra 

com informações do Diário Catarinense




Deixe o seu comentário