A melhor forma de resolver uma polêmica em Paranaguá é fazê-la durar, até que as pessoas se esqueçam dela. Os assuntos, caranguejo e décimo terceiro, ainda são, ‘quase’, atuais! Infelizmente, a racionalidade dos comentários dos oportunistas de plantão sobre isso é zero.

Paranaguá vive momentos medonhos onde os falsos defensores e falsos amigos da cidade são, verdadeiramente, a representação de uma estratégia opaca na tentativa de conseguir o poder através de invenções, técnicas de ódio e incansável perseguição política. Eles são a incorporação do que há de mais ordinário. Verdadeiros inimigos da cidade e do seu povo. 

Não à toa a mídia exerce esse martelar diuturno para levar desinformação ao público para fazer as manipulações e empurrar goela abaixo suas opiniões

A imprensa local, em sua grande parte, compactua tudo isso, perdida e atordoada, talvez pelo simples fato de não estar familiarizada com as redes sociais ou pelo motivo econômico. Deve ser triste estar nivelada na mesma estatura de ação, comparado com aqueles que investiram muito menos.

Essa gente é apenas um amontoado que está dentro do velho pacote chamado “PARANAGUÁ JÁ TEVE”. Como diz a velha música da Marina Lima: “As coisas não precisam de você!”.

Por sua vez, o condutor da geringonça que poluí a nossa hora do almoço está chegando ao seu fim! É possível que sua personagem principal esteja pedindo as contas! As vibrações e os seus artifícios vibratórios e hediondos, colaborem para que isso seja possível. O armário é imenso, entretanto, sabemos que é possível deixá-lo e que o sair, seja por livre escolha!

O jogo é o mesmo, as vezes, com peças diferentes até que as luzes se apaguem completamente. 

Estamos na torcida para que o diminutivo que ocupa o horário da tarde/noite seja mais feliz em seu possível novo horário e que tenha mais personalidade e autenticidade, pois estar neste espectro já nos faz dramatizar a frase: - Até que a morte completa da credibilidade os separe ou una. 

Feliz Natal!

Um forte abraço e até a próxima. 

Seme Said é diretor do portal Nosso Paraná
https://www.facebook.com/semesaid


Publicidade


Deixe o seu comentário