Ao todo, 149 crianças das escolas municipais localizadas nas comunidades ilhadas já foram beneficiadas pelo programa.

O Projeto Porto Escola – Educação para a Sustentabilidade, ação da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), chega às comunidades ilhadas da Baía de Paranaguá. Em novembro e dezembro, passou pela Ilha do Teixeira, comunidades de Europinha, de Piaçaguera, de Amparo, de Eufrasina, de São Miguel e, ainda, pelas escolas das comunidades de Nova Brasília e Encantadas, na Ilha do Mel.

Ao todo, 149 crianças das escolas municipais localizadas nas comunidades ilhadas já foram beneficiadas pelo programa. O Porto Escola ensina de forma lúdica sobre a importância da atividade portuária para a economia local e nacional, assim como os cuidados necessários para manter o meio ambiente preservado.

O diretor-presidente da Appa lembra que ampliar o alcance do Projeto Porto Escola para as escolas rurais e das ilhas foi um dos compromissos assumidos no início de 2016 pela Administração.

REPERCUSSÃO

A professora do ensino fundamental da Escola Municipal do Campo do Amparo, Juliana Constantino Gabriel, disse que a visita do Projeto Porto Escola foi uma contribuição muito importante para as crianças.

“Eles ficaram maravilhados, especialmente por ter a oportunidade de saber mais sobre o mar e sobre o Porto de Paranaguá, que só conseguem ver de longe. Foi uma experiência única para todos”, conta Juliana.

A pedagoga Daniela Kundy, coordenadora educacional da Escola Municipal do Campo de Nova Brasília e da Escola Municipal do Campo Theodoro Valentim, ambas na Ilha do Mel, explica que a questão ambiental está inserida na proposta da educação das comunidades pesqueiras.

“Tradicionalmente, nossos alunos têm um conhecimento maior sobre meio ambiente. No entanto, eles sabem pouco sobre a importância do porto para a nossa cidade, para a história e para o Brasil”, ressaltou Daniele. Segundo ela, a proposta do Projeto Porto Escola se mostra ainda mais interessante para as crianças pelo fato de mostrar que é possível cuidar do meio ambiente na atividade portuária.

“Eles não sabiam que o Porto tem ações para preservar os botos, os peixes, a água e os animais, por exemplo. Com certeza é um conhecimento importante para as crianças que moram na Ilha do Mel”, explicou Daniele.

HISTÓRICO

Lançado em 2015, o Porto Escola é desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e tem como público-alvo alunos do 5º ano (de 10 a 12 anos de idade). Eles vistam o Porto e podem saber mais sobre ele. A faixa etária foi escolhida porque o conteúdo "Porto de Paranaguá" é trabalhado durante o ano letivo. O atendimento acontece sempre às quintas-feiras, no período matutino. A visita dos alunos é dividida em dois momentos: palestra técnica e visita ao cais.

Os alunos das comunidades ilhadas receberam todas as informações que são repassadas aos alunos de Paranaguá. No entanto, a visita ao cais foi substituída por atividades lúdicas e vídeos de animação sobre o Porto de Paranaguá e as baías de Paranaguá e Antonina.

Em apenas dois anos de execução, o projeto Porto Escola- Educação para a Sustentabilidade chegou à marca de 5 mil participantes.

CONCURSO

Em 14 de dezembro, a Appa fará a entrega de prêmios do “3º Concurso de Desenho do Projeto Porto Escola – Educação para Sustentabilidade”. Os desenhos inscritos no concurso foram feitos por alunos do 5º ano do ensino fundamental, matriculados nas escolas municipais, que participaram da visita ao Projeto Porto Escola. Os dez primeiros colocados ganharão com um passeio pela baía de Paranaguá.

Fonte APPA





Deixe o seu comentário