Existiria um animal mais temido do que o LEÃO?

Hoje é 13 de outubro, data da fundação do clube do coração de todos nós parnanguaras. Comemoramos exatos 105 anos, ou seja, estamos velhos, ou melhor, experientes. Nosso clube sempre foi motivo de orgulho pelo seu torcedor, pois no passado houve muitos momentos de emoções em nosso estádio, como semifinais de campeonato paranaenses e partidas vitoriosas de Copa do Brasil e série C do Brasileirão.  

Como podemos ver o nosso clube já foi temido pelos seus adversários, não à toa seu mascote é o Leão. Quem poderia ser mais   temido que o nosso Leão? Ah! Pensando bem existe sim  que pode ser mais temido do que o Leão, e este  pode ser chamado de “presidente” (está entre aspas porque chamá-lo assim é dar lhe um status indevido). 

Mas alguém me perguntaria, por que temer o  “presidente”? respondo: temo que ele mate o nosso Leão!, temo que sua falta de capacidade administrativa arruíne um clube de 105 anos de existência. Temo que ele siga os passos do seu antecessor, que é outro ainda mais irracional para ações de transparência e honestidade, e faça do nosso clube uma fonte de renda própria, pois não entendo como uma pessoa que não tem renda comprovada pode se dedicar tanto tempo na função de presidente de um clube de futebol, cargo NÃO remunerado. 

Por isso, meu temor é que a saúde financeira do nosso clube siga na UTI, pois quem o  comanda não paga a conta de água, luz (ambas cortadas) e nem salário aos funcionários, os quais colocam o nosso clube na Justiça e fazem se multiplicar as ações trabalhistas, as quais jpa estariam na casa dos R$ 2 MILHÕES. Mas o o“presidente) cobra aluguel de gente simples e trabalhadora que utiliza um espaço abaixo das arquibancadas e dá vida a um endereço (Estádio da Estradinha) que se não fosse ele (o bar do seu ...) viveria na penumbra.

 Por fim, meu temor é nunca mais poder ver o clube que aprendi a amar voltar a ser temido pelos seus adversários, pois enquanto  esse grupo estiver acampado em nosso estádio para se aproveitar dos poucos recursos que o clube consegue ter, o Leão terá sempre dificuldades em rugir.

Tiago Ferreira é empresário, Bacharel em Administração de Empresas e comentarista esportivo do portal Nosso Paraná.





Deixe o seu comentário