12/06/2018

Na última quinta (07), o pré-candidato à presidência pelo PODEMOS, senador Alvaro Dias reuniu em Curitiba cerca de 6.000 pessoas, sob a organização do Movimento Suprarpartidário pelo Desenvolvimento do Paraná.

O evento foi capitaneado pelos ex governadores Mário Pereira, Orlando Pessutti e João Elisio Ferraz de Campos e reuniu cerca 337 dos 399 prefeitos dos Paraná, além de cerca de 850 vereadores, diversos deputados estaduais e federais, e ainda a Presidente Nacional do PODEMOS, Deputada Renata Abreu. Como proposta de campanha, Dias defendeu a refundação da República e um Estado unitário. “O Estado supera divergências para somar em defesa do interesse nacional. A grande proposta que temos a oferecer é a união das pessoas de bem para a refundação da República. O Brasil está vivendo o caos, caos administrativo, desarrumaram as forças públicas.

Precisamos de coesão, eliminar os extremismos para construir uma unidade nacional”, afirmou. Alvaro disse que não tem alianças definidas para sua campanha. ”Eu busco aderir a um projeto da nação. Aqueles que assimilarem a proposta da refundação da República são bem vindos. Jamais vou aceitar qualquer ligação com aqueles que são defensores do atual sistema, corrupto”, argumentou. Para o senador, não ser conhecido em todo o Brasil é favorável para a campanha. “Os que são muito conhecidos ou já foram reprovados em eleições anteriores ou se envolveram em escândalos de corrupção. A vantagem é se fazer reconhecido positivamente, nós estamos no momento do plantio, as sementes vão germinar. Alvaro disse que o Paraná sempre foi esquecido pelo Governo Federal e que ter um presidente paranaense poderia mudar essa situação. “O Paraná sempre reclamou que é colocado no plano secundário pela União e vê agora a grande oportunidade de apoiar o país, mostrar a possibilidade de ser justo com todas as unidades da federação e não se considerar inferior em relação a outros estados.”, disse. Dias defendeu que a venda de armas deve ser liberada no país. “63,9% dos brasileiros defendeu a venda de armas, derrubando o estatuto do desarmamento, então defendo o porte de armas com responsabilidade”.

Foi do Paraná que se coordenaram os trabalhos da operação lava jato, que desmantelou o maior esquema de corrupção da história do Brasil. Foi também do Paraná que o Juiz Sérgio Moro mandou prender diversos políticos por corrupção. É no Paraná que está preso o ex presidente Lula. Foi do Paraná que o país começou a ser passado a limpo, e é do Paraná, o Senador mais votado do Brasil, com 42 anos de experiência administrativa, ficha limpa, que devolve ao povo brasileiro a esperança de sonhar com um Brasil mais justo, melhor para cada um de nós e as futuras gerações. Conte conosco Alvaro Dias, e que Deus abençoe os rumos do nosso país.


Paulinho Oliveira é cientista político, administrador de empresas, bacharelando em Direito, empresário, secretário municipal de saúde e prevenção da prefeitura de Paranaguá,e presidente estadual da juventude do PODEMOS no Paraná.

A publicação deste colunista não reflete, necessariamente, a opinião do portal Nosso Paraná.




Deixe o seu comentário